Novos velhos planos (…)

Chegou a hora das promessas de mudança, dos planos, os quais ironicamente são repetidos ano após ano, talvez eu tenha sido incapaz de concretizá-los e os adiei para o próximo ano, como sempre faço. Embora eu tenha terminado o ano e iniciado o próximo sorrindo, não anula o sofrimento que percorreu o ano anterior, apenas o camufla para a felicidade momentânea, que eu tanto queria que estivesse ali…sempre, queria que de fato, fosse verdade a superstição que diz que o que acontece na virada de um ano para o outro, ocorrerá ao decorrer do ano, o que de fato, evitaria um sofrimento ao decorrer desse novo ano, mas infelizmente ora sorrimos, ora choramos e o que é pior, tudo sem o menor aviso prévio. Se soubéssemos quem nos faria sorrir, gastaríamos mais tempo ao lado de tal pessoa, ao invés de nos remoermos em sentimentos que, por diversas vezes, são corrosivos, nos destrói aos poucos, dia após dia, até encontrarmos algo que funcione como um “antidoto”, afinal, se a vida nos desse algum aviso prévio do que nos espera, tomaríamos o antidoto antes mesmo de tomarmos o veneno. Mas, contradizendo a mim mesma, também penso que vale lembrar que um antidoto, pra fazer efeito, é preciso vir em seguida ao veneno, com isso quero dizer que só sabemos se estamos felizes pois um dia estivemos tristes antes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s