Sobre tudo aquilo que não faz sentido.

As músicas de amor não fazem mais sentido. O amor não faz mais sentido, nem eu faço sentido. As vezes eu vejo amores alheios e me pergunto se tudo aquilo é real, ou se são apenas duas pessoas colocando alguém no lugar de quem não está mais ali e seguindo em frente.

Tantas pessoas dizendo sentir o que não sentem, enquanto muitas oprimem seus sentimentos por diversos motivos. Por isso mesmo que eu reafirmo que o amor não faz sentido, ou até faz e somos todos nós que não fazemos, talvez, o que eu sei é que eu não sei de mais nada, e sigo tentando aprender, alguém me ensina? ou eu terei que aprender tudo isso me baseando na vida amorosa de terceiros? Por favor, me ensinem.

Quando eu era mais nova, acreditava que o amor era algo que só traria coisas boas, no decorrer dos anos fui colecionando feridas que desmentiam a minha tese. Eu nunca fui do tipo de pessoa que acreditava em “pessoa certa”, mas a existência de tantas pessoas erradas me fizeram acreditar na existência dessa tal pessoa certa, não sei se existe uma ou mais pessoas que podem ser certas pra alguém, afinal, é engraçado pensar que em um mundo com mais de 7 milhões de pessoas, exista apenas uma pessoa certa para cada um, são infinitas as possibilidades de erros, sendo assim, a chance de morrermos sem encontrar essa pessoa é infinitamente maior do que de encontrarmos, por isso eu acredito que existam pessoas certas, não de uma forma “limitada”, mas acredito que qualquer pessoa que não seja “errada” pra alguém, pode se tornar o certo, não acho que sentimentos sejam predestinados, acredito no acaso, em conhecer alguém em um dia qualquer, e essa pessoa ser certa pra você.

Acredito que o único pra sempre que existe, está dentro da gente, mesmo que alguém se ausente, suma ou até mesmo morra, se estiver vivo dentro de ti, é eterno. E acredito que não só as coisas boas são capazes de se eternizar na gente, acredito que cada ferida, ainda que cicatrizada, deixa um medo. É mais ou menos aquele medo bobo de infância, que mesmo tendo ciência do quão bobo é, não conseguimos nos livrar. A gente quer um amor, a gente vive o amor e quando o amor acaba, a gente quer fingir que nada aconteceu, e isso não faz sentido. Acho que a única maneira existente de não carregar o fardo de algumas lembranças é só não vive-las, mas vale a pena? Vale a pena deixar de viver algo que, ainda que no futuro lhe traga arrependimentos, mas lhe faz bem hoje, por medo do amanhã? E é por isso que a gente arrisca, mesmo com medo, a viver o amor, a gente não pode simplesmente se fechar pro mundo só pra evitar lembranças ruins e consequentemente, nos livrarmos das boas também.

O amor não faz sentido e viver sem o amor não faz sentido.

Anúncios

2 comentários em “Sobre tudo aquilo que não faz sentido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s