Ensaio sobre os meus escritos.

Escrevo bem menos do que já escrevi um dia, e recentemente estive pensando no porque disso.    Analisando o fato de que eu escrevo tristezas, quanto menos eu escrevo, melhor eu deveria me sentir, mas não tá sendo assim, o que só faz eu me questionar ainda mais do porque disso. Será que eu desaprendi? Ou será que eu ando sem tempo? Tempo eu tenho, e se tivesse desaprendido, não estaria escrevendo sobre isso. Porque então? Segui pensando sobre isso, até que cheguei a única resposta que me parecia plausível, e é tão óbvio que eu me senti idiota por não ter pensado nisso antes, eu não escrevo porque não há nada pra escrever, faz um bom tempo que eu escrevo sobre coisas que nem são exatamente sobre minha vida, porque nada que aconteça nela vem sido interessante o bastante pra virar um texto, tá faltando emoção, tá faltando alegria, tá faltando drama, e no meio a tanto pensamento, cheguei a um raciocínio final: Eu preciso fazer mais do que ser um peso morto no mundo, eu preciso viver, pra que assim, tenha sobre o que escrever.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s