Sozinha / só vinha.

Sozinha. Só vinha.

Pensando no que poderia ser e não é, no que é e não precisava ser, no que foi um dia, e no que será. 

Em quem está lá, e em quem já se foi, em quem chegará, em quem ficará.

Mas ela não sabe de nada ainda, mal sabe ela que a gente planeja pelos outros, planeja que ficaram simplesmente porque queremos que fiquem, sem nem pensar se eles querem ficar. 

A gente vai embora sem nem pensar se querem que fiquemos, sem olhar pra trás, sem arrependimento. A gente simplesmente vai.

E eles podem passar por nós, quem sabe? Ninguém pode só ir / ir só.

Alguém precisa andar com a gente, mas quem iria querer andar com alguém que não sabe aonde ir? Tem tanta gente perdida por aí. Deve haver alguém perdido por aqui.

Se perde no caminho, se encontra comigo.

Anúncios

2 comentários em “Sozinha / só vinha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s