Sobre expectativas e etc

E lá vamos nós de novo. Nós, quem? Lá vou eu de novo. Como sempre, não existe nós. 

Eu achei que estava imune a esse sentimentalismo todo, a essa expectativa frustrada, mas certas coisas a gente pensa que aprendeu, mas na verdade só passamos um bom tempo sem vivê-las, mas elas voltam. E voltam em forma de vazio. E lá vou eu bater na mesma tecla: O vazio ocupa espaço SIM, e eu irei falar isso até ter algo que preencha esse vazio com presença. E eu achei que dessa vez eu teria algo. Eu realmente achei. Mas eu não tenho nem a quem culpar, a culpa é minha por ver mais do que realmente é nas coisas, nas palavras, nas pessoas. Eu acreditei em que, se ninguém me prometeu nada? Acreditei na minha expectativa e eu já deveria ter aprendido que se tem uma coisa que não dá certo, é criar expectativa. 

A culpa é minha. Ninguém me prometeu absolutamente nada. Eu imaginei tudo. No fundo, uma parte de mim vive um eterno 15 anos que acha que algo vai dar certo antes mesmo de dar errado, não deu em nada. 

E esse “não dar em nada” muitas vezes incomoda mais do que se desse errado, QUE DESSE ERRADO, MAS DESSE EM ALGO! 

E o pior de tudo é saber que poderia ter dado em algo, poderia ter sido, poderia continuar sendo, mas não foi, e a culpa não é minha, nem tua.

A culpa é dela, que atua, em vez de ser tua. 

Anúncios

2 comentários em “Sobre expectativas e etc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s