Detalhes

Eu não me reconheço mais.
Eu não costumava me importar, pelo contrário, dizia cheia de orgulho o quanto eu estava bem sozinha. Eu sinceramente não to sabendo viver mais sozinha.
Eu gostava de estar sozinha porque eu não achava ninguém interessante o bastante, sei lá, ninguém pra dar as tais das borboletas no estomago que tanto falam, de sentir vergonha por qualquer coisa e perceber os mínimos detalhes, a forma de como tal pessoa te cumprimenta, se é com abraço ou não, a forma que te olha enquanto conversa, eu não costumava reparar em nada disso, por muitas vezes esquecia o nome e coisas do tipo, mas ele é diferente. Eu reparo se ele sorri, se está sério, se parece triste, a forma de como me da oi ou tchau, a roupa, cabelo, cara de sono, absolutamente tudo nele é extremamente reparável, até pra alguém distraída como eu.
Eu queria dizer a ele, de uma forma que não parecesse obsessiva, que ele deveria sorrir todos os dias, toda hora, só pra eu poder ficar olhando, pedir pra dar uma levantada na sobrancelha, ou olhar pra baixo e rir, queria dizer que ele não imagina o quão bonito ele fica nessas situações. Ele não se enxerga de fora, porque se o fizesse, sorriria ainda mais. Na verdade eu acho que, por mais que o observem e até o achem bonito, ninguém o vê com os olhos que eu vejo. Na verdade, eu nem sei com que olhos eu o vejo, só sei que eu não vejo mais ninguém assim. E ele nem sabe.

Anúncios

Sobre não gostar.

“- Eu não gosto dele!” Eu disse, menti. Mas dizem que o segredo de uma mentira bem contada é acreditar que ela é verdade, por isso eu venho repetindo isso diariamente, até a hora que eu vou acreditar que é verdade. Eu não gosto dele, não gosto de quando ele passa por perto e ofusca todo mundo ao redor, não gosto de como ele sorri e nem de quando ele olha pra baixo e se faz de desentendido quando fica sem graça, não gosto de quando ele fala sempre dos mesmos assuntos e me da a sensação de que ele faz isso só pra puxar conversa, não gosto de quando ele me abraça e por um momento tudo parece ser recíproco, ainda que não seja, eu não gosto de quando ele tá distraído olhando pra qualquer coisa e eu olho pra ele e tento disfarçar, não gosto quando ele comenta da minha cara de sono e nem quando fala de assuntos aleatórios comigo, eu não gosto de quando ele olha pra mim na hora que eu to olhando pra ele, não gosto de como eu fico sem graça só de me perguntarem qualquer coisa sobre ele, eu não gosto de quando ele levanta a sobrancelha -eéextremamentesexy-, não gosto de quando ele está por perto e eu não consigo deixar de reparar do quanto eu não gosto dele, não gosto de quando ele sorri e tira o foco de qualquer coisa que eu esteja fazendo, não gosto de quando as pessoas me falam “eu acho que ele gosta de você também” e nem quando me falam “ele olha diferente pra você”, eu não gosto de cogitar acreditar nessas coisas (isso eu não gosto de verdade, juro!)
Eu não gosto dele, não gosto de nada nele, ou não tem nada nele que eu não goste.