Me fala de você. 

Me fala de você, mas não aquilo que todo mundo saiba, me conta teus medos, divide tuas histórias, dos teus fracassos e das tuas glórias, me inclui nos teus planos, não me deixa de fora. 

Mas me fala se por acaso eu te incomodar, eu nunca sei quando devo ficar. 

Eu faço tudo devagar porque tenho medo de errar, mas nem todo mundo está disposto a esperar, mas nem tem obrigação de estar, isso não é algo a se mendigar. 

Mas, voltando à você, me fala o que lê, o que assiste na TV. 

Me fala das tuas crenças, se acredita em Deus, na teoria da evolução ou se tudo começou depois de uma explosão. Vamos discutir alguma teoria da conspiração, me fala a sua opinião, não solta a minha mão. 

Me fala de você, do que já conquistou e do que pretende conquistar, pois não existe vitória se não tiver com quem comemorar. 

Anúncios

Amores mundanos 

Eu nunca gostei de comédias românticas, de livros de romance e desse amor mundano. 

Eu quero conversar sobre meu livro preferido, sobre cinema, sobre tudo que nos cerca nesse universo e sobre esse universo que cada um tem dentro de si. 

Eu nunca quis ser uma estrela, eu queria visitar outras constelações. 

Eu quero músicas novas, lugares novos, quero falar dos meus planos, dos que deram errado e dos que eu ainda não tentei. 

Quero falar do mundo e comentar o que tá passando na TV, quero saber de você. 

Não me entendam mal quando eu digo que não quero amores mundanos, eu só quero um amor que me tire do chão mas que não solte a minha mão.