eu

Eu não sou a arte

eu sou artista

Eu não sou o poema

eu sou poetiza

Eu não sou o tormento

eu sou a calmaria

Da minha vida, eu não sou figurante

Sou protagonista.

Anúncios

Diário

Uma coisa que eu aprendi nessa vida é que nada é mais efêmero que o sentir, um dia tá tudo bem, no outro nem tá mais aqui

Eu não escrevo mais como outrora, eu acumulei as coisas que eu deveria ter dito antes, não agora

Mas o tempo voa, vê se não demora

Me disseram um dia que nunca se deve implorar afeto, que tudo tem que vir de peito aberto

Eu sou o diário, um rascunho incompleto completa meus versos

Me aconchega no teu peito, abafa esse eco, me deixa por perto.