3:35

Eu me afasto as vezes por querer estar mais presente do que consigo.
E as vezes eu fujo, porque no fundo, todo mundo tem medo de alguma coisa, e eu tenho de me entregar, de depositar minha felicidade em alguém que não seja eu mesma.
O medo de ter o coração, que demorei tanto pra deixar inteiro de novo, quebrado, assusta, apavora, afasta o que a gente as vezes só quer ter por perto.
Por mais clichê que seja, é preciso deixar de ter algo pra ver o quanto era bom tê-lo.
A gente não nunca sabe a falta que alguém pode fazer até senti-la.
Me chame de covarde por não ter arriscado, mas não pense, nem por um momento, que foi desamor.
Foi amor quando eu não sabia que era, e fez falta quando eu descobri que era, e eu já não tinha mais quando percebi que eu queria.
E agora eu já não sei de mais nada de novo.
Só queria tranquilidade, mas meus pensamentos vivem em conflito.
Eu só queria paz.

Anúncios