A poesia do bom dia.

Vim aqui te fazer uma poesia
Enquanto não é dia

Enquanto o sol tá escondido
E eu querendo abrigo.

Vim dizer que a madrugada é cheia das saudades
E das vontades

E quando amanhecer, eu não vou ter tempo mais
A gente precisa de um pouco de paz

Vim te fazer um poema
Meia duzia de palavras, organizadas, em um esquema
Que te lembre
Que o difícil compensa.

Vim pedir desculpa pela minha ausência
E pedir que tenha a decência
De aparecer por aqui.

Agora que não é mais dia
Eu nem terminei a poesia

A madrugada tem que ser de presença.
E que a unica a se ausentar
Seja a saudade.

E que o fim da poesia
Seja o meu “Bom dia!”

Anúncios

Salva-vidas

Há quem acredite que é melhor não sentir nada, porque pode dar errado, já deu tantas vezes.
Mas pior que um coração partido é um coração vazio, que não deixa ninguém se aproximar.
Não sou o tipo de pessoa que acredita que a gente não possa ser feliz sozinho, penso que todo mundo deveria se bastar e ser feliz na própria companhia, mas isso não significa que a gente tem que fechar todas as portas e não aceitar nenhuma visita. Acredito que todo mundo tem que ser completo sozinho, mas a gente pode dar uma transbordada as vezes. Mas quem nunca transborda tem medo de se afogar.
Preciso tirar esse colete salva-vidas e mergulhar em alguma coisa, mas eu não sei nadar.